_newsletter_contactos_
 
 
InícioInformaçõesSobre o MuseuExposiçõesVisita VirtualPresidentesEducaçãoFormaçãoArquivo DigitalAgendaImprensaMPR Júnior
Facebook
Google+
Twitter
YouTube
Flickr
 PermanenteTemporáriasItinerantesArquivo
Alegrem-se os céus e a terra
Livro de Horas Igreja Católica Liturgia e Ritual, <em>Adoração dos Reis Magos</em>, séc. XV [Biblioteca Nacional de Portugal]
Livro de Horas Igreja Católica Liturgia e Ritual, Adoração dos Reis Magos, séc. XV [Biblioteca Nacional de Portugal]
Aumentar Aumentar Aumentar Aumentar
Nesta quadra natalícia, o Museu da Presidência da República evoca, uma vez mais, o tema da Natividade, com uma exposição onde se apresentam algumas das mais belas e surpreendentes obras de arte sacra, muitas das quais raramente acessíveis ao público.

Uma recolha criteriosa permitiu reunir um valioso conjunto de peças, dos séculos XV ao XVII, subordinadas aos temas do Ciclo da Vida da Virgem e de Jesus Menino, provenientes não só de Arquivos e Museus Nacionais, como de Igrejas, Museus Municipais, Fundações e colecções particulares, de várias regiões do país, porventura menos conhecidas do grande público, mas depositárias de autênticas relíquias do património artístico português.

Iluminura, pintura e escultura, de produção nacional ou importada, põem em evidência mútuas influências ou evidentes rupturas estéticas entre correntes e artistas, na abordagem do mesmo tema.

A beleza e a delicadeza das iluminuras dão-se a conhecer a partir de exemplares notáveis do nosso património documental – Livros de Horas dos séculos XV e XVI e Documentos de Chancelaria Régia, produzidos aquando da reforma administrativa de D. Manuel I.

Na pintura, artistas portugueses como Francisco Henriques, Josefa de Óbidos ou André Reinoso, contracenam com alguns dos mais reconhecidos artistas franceses, italianos e flamengos, tais como Laurent de La Hyre, Perugino, Francesco Trevisoni, Ambrosius Benson ou o Mestre Hal Lengahs.

Numa vertente mais tradicional, as imagens evocativas da Natividade são peças de escultura, onde o Menino, Maria e José, ganham centralidade. Por isso, nesta exposição introduziu-se também o tema do Presépio, abordado em diferentes suportes e materiais, como a madeira, a prata, o marfim e a terracota. Joaquim Machado de Castro, pela singularidade da sua criação e pela qualidade de execução, merece particular destaque.

O acesso à exposição é livre, integrando a visita ao Museu

Galeria das Jaulas
Ter a Sex: 14h-17h30
Sáb, Dom: 10h-17h30

Galeria do Palácio de Belém
Sáb, Dom: 10h-17h30

Press Release

Cartaz

< Voltar atrás
Presidência da República_links_site acessível[D] site acessível_ comentários_e-cards_mapa do site_informação legal
Museu da Presidência da República     Desenvolvido por Vector21.com    _ficha técnica